Espírito Santo

A festa do Espírito Santo é a que mais sentida do Povo Açoriano e realizada em todas as ilhas dos Açores, com formas de celebração que variam de ilha para ilha e, mesmo de freguesia para freguesia.
Nas Velas, a Comissão das Festas procedia ao peditório para obter dinheiro para pagar às filarmónicas e para o pão, bolos e vinho.
Antigamente eram os Irmãos que assumiam esses encargos e para ter o direito de o ser contribuíam com 25 Pães ou 1 Pote de Vinho, sendo as despesas extras cobertas pelas oferendas.
Não raro ofereciam um porco, um vitelo ou mesmo uma "gueixa" criada propositadamente para tal.
Ao Canto os Irmãos armam o Império e, no Sábado, de manhã, procede-se à distribuição das esmolas.
À noite há arraial, com musica à estante e distribuição de bolos de véspera ou pães, previamente armazenados na copeira.
No Domingo, após a Coroação, há Bodo em casa do Imperador e, à noite, há de novo arraial. Pela meia noite a coroa segue, em procissão para casa do futuro Imperador. É a Mudança da Coroa.

   

© 1998-2012 Bráulio Fonseca e Galaia - CSI

Ilha de São Jorge, Açores, Portugal