Matança do porco

Durante o ano andou a engordar e agora chegou a altura.
Fazem-se convites, aparecem familiares e amigos para ajudarem nas lides.
Antes da matança brinda-se os presentes com Aguardente e figos passados ou rosquilhas e bolos. O brinde repete-se após a morte do Porco e quando este é pendurado.
Após a morte do Porco procede-se ao chamuscar e rapar o pelo. À abertura e retirada das vísceras, ansiosamente aguardada pelo rapazio que, com a Bexiga, faz uma "bola" que ajudará a passar a tarde.
À noite é servida a todos a Ceia que consta de Guisado dos Pulmões, Coração, Esófago, algum Fígado e alguns pequenos bocados de carne e arroz, temperado a gosto da cozinheira e acompanhado de Pão de Milho e Vinho de Cheiro, quente e açucarado.
Se já houver Morcelas cozidas, frita-se uma ou duas para todos poderem provar. Surge a viola, baila-se, joga-se às cartas - confraterniza-se. No dia seguinte procede-se ao desmanchar do Porco. Separa-se o que é para salga, gordura e vinho d'alhos. Tiram-se os "presentes" para oferecer a quem se deve obrigações.
Por fim preparam-se os torresmos, a morcela, o chouriço e a linguiça.
Era assim!

   

© 1998-2012 Bráulio Fonseca e Galaia - CSI

Ilha de São Jorge, Açores, Portugal