Instituições de Solidariedade


1543.04.15 - Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Velas

Criada a 15 de Abril de 1543 por 24 irmãos que reunidos na Casa do Espírito Santo se comprometeram a, quando ouvissem tanger os sinos, comparecer na Santa Casa, vestindo as vestes da irmandade, para acompanhar o defunto e rezar por alma de cada irmão falecido 50 Padre Nossos e 50 Avé-Marias.
Este 1º. compromisso foi assinado pelos irmãos e escrito por João Varela, que doou todos os seus bens a esta confraria. O actual compromisso é bem mais complexo e data de 1982.
Com o correr dos anos e com o engrandecimento do seu património,graças a doações, a sua actividade foi-se desenvolvendo. Assim graças à doação de D.ª Beatriz de Melo, foi iniciada em 1698 a construção de um Hospital que terá entrado em funcionamento em 1707 e ter-se-á localizado no sítio onde hoje se encontram as casas dos magistrados.
Após a extinção das Ordens Religiosas, o Hospital de St.ª Beatriz foi transferido, em 1848, para o convento de S. Francisco que por carta Régia de D.Luís I, de 22 de Abril de 1871, ficou em posse da Santa Casa, por troca com as suas primeiras instalações.
Continuando a desenvolver a sua actividade em 1919 procede à fundação e abertura ao público de uma farmácia equipada por D.ª Isabel Beatriz d'Azevedo Pereira e Sousa sendo os primeiros medicamentos adquiridos por subscrição pública, feita na vila das Velas.
Na década de 1970 a administração do Hospital deixou de ser da responsabilidade da Santa Casa, que mantém a posse do edifício.
Em 1982 é adquirido o solar da família Teixeira Soares de Sousa, onde estão instalados os serviços administrativos e um Jardim Infantil, inaugurado em 1984.
A 19 de Dezembro de 1993 foi inaugurada uma casa mortuária com capela e sala de autópsias e, a 8 de Dezembro de 1995, as novas instalações da Farmácia, junto ao Centro de Saúde de Velas.
Em 1998 entrou em funcionamento, na Urzelina, uma sucursal da Farmácia.
Para além de João Varela e D.ª Beatriz de Melo, e não esquecendo todos os outros benfeitores da Misericórdia, merecem especial destaque a Baronesa do Ribeiro e os irmãos João Inácio de Sousa, Ana Josefa de Oliveira e Domingos Dias Machado.

   

© 1998-2012 Bráulio Fonseca e Galaia - CSI

Ilha de São Jorge, Açores, Portugal