Velas

Constituída por três núcleos populacionais: Beira, São Pedro e Velas é, talvez, a mais antiga das povoações da ilha. Elevada a vila por D. Manuel I por volta de 1500, só depois da Terceira, em Agosto de 1583, caiu em domínio de Filipe II de Espanha, tendo sido das primeiras parcelas açoreanas a aclamar D. João IV na entrada do ano de 1641.
Em 1708 foi atacada por uma esquadra francesa sob o comando de Duguay-Trouin.


D. Pedro IV, aquando da sua estadia nos Açores, visitou a vila em 11 de Abril de 1832.
Seus momentos mais trágicos terão sido vividos em 1580 e 1964.
De entre os seus edifícios mais importantes sobressai o dos Paços do Concelho para cuja construção, iniciada em 1719, foi lançado em 1716 o Imposto Especial de 1 Real por canada de vinho e aguardente. Concluído em 1744, foi seu arquitecto o velense Manuel d'Avellar.
Em frente dos Paços do Concelho está o Jardim da República em cujo centro um pequeno lago envolve o Quiosque. Próximo ficam as modernas instalações da Casa de Repouso "João Inácio de Sousa" situadas junto às casas dos Magistrados.
A Igreja Matriz , várias vezes restaurada, tem anexo um Campanário construído em 1825 e, defronte, a estátua de João Inácio de Sousa.
No Convento anexo à Igreja de S. Francisco, remodelado e ampliado, funciona o Centro de Saúde de Velas.
No antigo forte de N.ª Sr.ª da Conceição que, com o Portão do Mar, e o reduto de Santa Cruz, constituía os principais vestígios das defesas militares das Velas, foi construído na década de 1990 o Auditório Municipal.
Tendo sido sempre um pequeno núcleo populacional foi contudo, desde cedo, um importante núcleo social e cultural, claro está, à escala Açoreana. A atestá-lo temos as diversas manifestações que registamos:

Também a nível individual alguns filhos das Velas, desde cedo, alcançaram assinalável sucesso: ·

Hoje Velas continua a ser uma pequena e pacata vila, sede de concelho, com cerca de 1500 habitantes que continuam a tudo fazer para honrar a herança de seus antepassados e acrescerem-na para os vindouros. A atestá-lo temos a existência de:

  • Instituições Oficiais
  • Sociedades de Instrução, Cultura e Recreio
  • Instituições de solidariedade Social
  • Orgãos de Comunicação Social
  • Estabelecimentos bancários / seguros
  • Estabelecimentos comerciais / Serviços
  • Cafés / Bares / Pubs/ Restaurantes
  • Cabeleireiros
  • Boites
  • Auditório Municipal
  • Escola do Ensino Básico
  • Escola c+s
  • Escola Profissional de S. Jorge
  • Agências de viagem
  • Agência imobiliária
  • Hotel / Residenciais
  • Instituições diversas
   

© 1998-2012 Bráulio Fonseca e Galaia - CSI

Ilha de São Jorge, Açores, Portugal